Laboratorio de análisis Echevarne

Alergia

Alergia

O serviço de alergias identifica os possíveis alergénios responsáveis pela patologia alérgica, estudando a presença ou não de uma IgE específica, perante uma ampla bateria de alergénios alimentares e ambientais.

Também desenvolve vacinas de hipossensibilização específicas, contra os alergénios testados.

Técnicas Analíticas

CÓDIGOESPÉCIE CANINA E FELINATIPO DE AMOSTRAVOLUMEPRAZO DE ENTREGA (Dias)
P9001Rastreio ambientalSoro1,5 ml4
P9002Rastreio alimentarSoro1,5 ml4
4706Rastreio completo
(alimentar + ambiental)
Soro1,5 ml4
P9011Painel ambientalSoro1,5 ml4
P9012Painel indoorSoro1,5 ml4
P9013Painel outdoorSoro1,5 ml4
P9021Painel alimentarSoro1,5 ml4
9VIALImunoterapiaSoro1,5 ml15
CÓDIGOESPÉCIE CANINA E FELINATIPO DE AMOSTRAVOLUMEPRAZO DE ENTREGA (Dias)
P9003Rastreio equinoSoro1,5 ml4
P9004Painel ambiental equinoSoro1,5 ml4
P9005Painel insetos equinoSoro1,5 ml4
INMEQImunoterapia equinaSoro1,5 ml15

Rastreios

  • Constitui a primeira etapa no diagnóstico clínico da dermatite atópica e está baseada na deteção de IgEs específicas perante diferentes grupos de alergénios.

Painéis

Permitem identificar os alergénios implicados na dermatite atópica. Incorporam uma combinação de novos anticorpos monoclonais que reconhecem até 3 epítopos diferentes da IgE.

Grupos de alergénios testados

  • Ambiental (Indoor + Outdoor) São determinadas IgE específicas perante 24 alergénios separados em dois grupos:
  1. Alergénios de interior / Indoor: ácaros do pó, ácaros do armazenamento, fungos e pulgas.
  2. Alergénios de exterior / Outdoor: pólenes de gramíneas, ervas daninhas e árvores comuns na nossa área geográfica.

Se o rastreio ambiental for positivo a Indoor, Outdoor ou a ambos, realiza-se o painel correspondente.

  • Alimentar. São determinadas IgE específicas perante 12 proteínas alimentares separadas em dois grupos: Alergénios de origem animal e alergénios de origem vegetal.
  • Equino. São determinadas IgE específicas perante 24 alergénios separados em quatro grupos:
  1. Ácaros: ácaros de pó e armazenamento.
  2. Fungos: mistura das espécies mais frequentes de fungos.
  3. Pólenes: pólenes de gramíneas, ervas daninhas e árvores comuns na nossa área geográfica.
  4. Insetos: 4 espécies diferentes dos insetos mais relevantes na alergia do cavalo.

Imunoterapia (subcutânea)

  • Com base na história clínica do animal e na relevância clínica dos alergénios testados, configuram-se as vacinas de hipossensibilização, acompanhados por um folheto explicativo que contém a pauta a seguir em cada caso.

    Para um tratamento correto, inicialmente configuram-se as vacinas de iniciação, que têm uma duração de 7 meses. Após a finalização desta fase, é necessário pedir as vacinas de continuação, que têm uma duração aproximada de 8 meses.

Consulte os seus resultados