Laboratorio de análisis Echevarne

Teste Intolerância Genética Lactose – Frutose

Teste Intolerância Genética Lactose – Frutose

A atividade da lactase (a enzima que metaboliza a lactose) diminui com a idade, o que provoca que 75% da população adulta apresente intolerância à lactose de origem primária ou genética. Este tipo de intolerância primária costuma aparecer ao longo da vida e tem uma causa genética. As pessoas com esta intolerância vão notando como a ingestão de leite lhes causa cada vez mais sintomas.

A intolerância hereditária à frutose é uma doença metabólica causada por mutações no gene Aldolase B (ALDOB). Estas mutações provocam uma acumulação de frutose e uma diminuição de glucose, indispensáveis para muitas funções celulares. Quando um bebé começa a ingerir fruta, papas ou verduras, a sacarose degrada-se e libera frutose e glucose. Se a frutose não pode ser metabolizada adequadamente, começa a acumular-se nas células, causando os sintomas rápidos de intolerância como vómitos, letargia ou desidratação.

Existem outras provas, como o teste do hálito, que detetam também as intolerâncias de origem secundária (consequência de um mau funcionamento intestinal), mas estas oferecem uma sensibilidade e especificidade inferior, sobretudo em crianças (com margens de erro entre 5% e 20%).

Para que pacientes pode ser útil?

Esta prova é adequada para detetar uma possível intolerância primária à lactose e/ou à frutose de forma precoce, assim que o bebé começa a ingerir diferentes tipos de alimentos.

  • 220€
  • Prazo de entrega: 8 dias úteis (de segunda a sexta)

Vantagens

Comodidade para o paciente

Não tem de ingerir nenhum preparado que lhe possa provocar efeitos adversos.

Maior sensibilidade e especificidade

Especialmente em crianças

Mais informações

Deteção de dois tipos de intolerância num único teste

O que analisa?

Teste capaz de detetar a intolerância genética à lactose e à frutose mediante uma amostra de sangue.

Outras Análises em Destaque

Consulte os seus resultados